sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Os "sem religião" estão aumentando de forma significativa



Pesquisa diz que o ateísmo continuará crescendo em todo mundo. O estudo afirma que nos países mais ricos o número de descrentes vem aumentando.

De acordo com um estudo que será publicado ainda este mês o número de ateus em todo o mundo deve continuar crescendo e o motivo para a descrença seria as razões mercadológicas que tem tomado conta das religiões.

Outro dado levantado pelos pesquisadores é que quanto mais desenvolvido o país maior é o número de ateus. Na Suécia, por exemplo, o índice chega a 64% da população, seguida por Dinamarca (48%), França (44%) e Alemanha (42%). Em contra partida, em uma das regiões mais pobres do mundo, a África sub-saariana, menos de 1% da população é formada por ateus.

O autor do estudo, Nigel Barber, vai mais longe e diz que chegará o dia em que quase todo o mundo vai se declarar sem religião. Para ele, as pessoas procuram as igrejas para se salvar de dificuldades e incertezas da vida. Mas hoje os profissionais como psicólogos e psiquiatras podem perfeitamente suprir essa lacuna.

Fonte: Gospel Prime

Na semana passada, li uma reportagem que tinha como título: Nove países ricos serão ateus até 2050¹. Basicamente, a matéria dizia que a comunidade científica e teológica estava surpresa com a pesquisa feita pela American Physical Society. O estudo é baseado num modelo de progressão geométrica e leva em conta transformações culturais e fatores sociais, além de censos a partir do século XIX. Os países mencionados foram Canadá, Austrália, Áustria, Finlândia, Irlanda, Holanda, Nova Zelândia, Suíça e República Tcheca – este com o maior número de ateus (60% da população).

O que chama a minha atenção e deve ter chamado a sua também é uma pequena palavra no meio do título: RICOS. O conforto material tem feito muita gente achar que não depende de Deus. O nosso país ainda está longe de aparecer nesse tipo de pesquisa, fazemos parte de um Estado laico, mas com uma população majoritariamente cristã. Entretanto, pensando no contexto de Brasília a situação é diferente. O Distrito Federal tem índice de desenvolvimento humano comparável ao de países europeus e a gente pode sentir de perto a auto suficiência que esse dado já traz para parte da população (riqueza não tem nada a ver com viver longe de Deus, mas auto suficiência sim).

Em 2008, o projeto Missionários Voluntários ficou em Brasília para anunciar o amor de Deus. Nunca tinha conversado com tantas pessoas ateístas e aqui na capital eu percebi um agravante,elas contra argumentam qualquer coisa que você pense em falar. Quero dizer,elas estudam muito, pesquisam todas aquelas passagens que podem deixar a gente na dúvida… E o que nós temos feito?

Será que temos buscado conhecer mais a Palavra, aprofundarmos nossos estudos a fim de responder a qualquer um a razão da nossa fé? Será que também não temos nos perdido num materialismo sem fim e num consumismo sem propósito? Será que temos buscado falar de Deus para o nosso próximo ou será que achamos que não pode acontecer com a gente o que aconteceu na Europa, berço do cristianismo,que agora assiste suas igrejas fechando as portas?

As perguntas foram lançadas, eu deixo as respostas com vocês! Vamos nos dobrar diante de Deus para que a nossa nação se converta ao Senhor. E para que todos esses países que têm se afastado de Deus possam voltar ao Primeiro Amor.

¹ Revista ISTOÉ ,ANO 35,Nº 2159,página 27. Disponível em http://blogdamocidade.com.br/blog/2011/04/ateismo-no-mundo/



Um comentário:

  1. Eu acho que o conceito não é descrer a deus e sim abrir a mente para novas idéias, posso sim crer em deus mas ser lógico ter a oportunidade de rever os conceitos o ser humano ainda é muito primitivo e nem a ciência e a religião conhecem realmente a nossa história que ainda ira nos trazer novas descobertas.As religiões estão se modulando para novos acontecimentos a cada dia.

    ResponderExcluir