segunda-feira, 14 de setembro de 2009

O SALMO 119 E A EXCELÊNCIA DA LEI DIVINA



O Salmo 119 é o mais extenso e bem elaborado dos salmos sapienciais acrósticos ou alfabéticos.

A versão Almeida Revista e Corrigida e outras traduções preservam o aspecto alfabético ao imprimir as letras hebraicas no início de cada seção.

O salmo é dividido em vinte e duas seções, uma para cada letra do alfabeto hebraico. Cada seção é composta de oito versículos. Cada versículo no hebraico começa com uma palavra cuja primeira letra é a do cabeçalho da divisão.

Dessa forma, cada um dos versículos 1-8 inicia com uma palavra cuja primeira letra é aleph (a primeira letra do alfabeto hebraico), os versículos 9-19 com palavras que começam com a segunda letra, beth; os versículos 17-24 com a terceira letra, gimel, etc.

O tema dos salmos é a lei gloriosa do Senhor e a sua observância de todo o coração (cf.2,10,34,58,69,145).

O termo hebraico para lei é torah, cujo significado é bem mais amplo do que essa palavra sugere em português.

Torah é, na verdade, a vontade de Deus como foi revelada a Israel.

Esta palavra traz consigo a idéia de orientação, e seu significado básico é ensino ou instrução.

A característica principal deste salmo é a “melodiosa repetição de oito sinônimos da vontade de Deus”.

1) Torah (Lei), 25 vezes: Comumente a palavra aqui indica o bloco inteiro dos ensinos como encontrado nos escritos de Moisés.

2) Piqqudim (preceitos), 21 vezes. Essa palavra, encontrada somente na poesia, é um sinônimo para decreto ou preceito.

3) Huqqim (decretos), 21 vezes: Em hebraico significa “coisas inscritas” e assim estabelecidas na lei.

4) Mitzvah (Mandamentos), 21 vezes: Isso se refere a claras e definidas direções emitidas por Deus.

5) Mishpattim (julgamentos), 19 vezes. Em hebraico significa um compromisso de uma decisão judicial que estabelece um precedente.

6) Dabbar (palavra), 20 vezes. Significa uma revelação, mas também é usada especificamente nos Dez Mandamentos que Deus deu à Israel por intermédio de Moisés.

7) Imrah (dito), 19 vezes. Outra palavra poética, freqüentemente usada em vez de dabar.

8) Derek (caminho), 11 vezes. Uma metáfora para o caminho da vida que o crente deve viver.

2 comentários:

  1. A paz do SENHOR,

    Bela postagem, bem explicativa, parabens.

    Abraços

    Ev. Jairo Elin
    www.jairoelin.blogspot.com

    ResponderExcluir